sábado, 2 de maio de 2009

VACINAÇÃO CONTRA AFTOSA COMEÇOU ONTEM

Começou ontem (1°) a primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação contra a Febre Aftosa nos rebanhos brasileiros, em 19 estados e no Distrito Federal. A expectativa para este ano é de que 150 milhões de bovídeos (ovelhas, cabras e bois) sejam vacinados. No ano passado, a primeira etapa imunizou mais de 149 milhões. A vacinação permite ao Brasil manter a condição de exportador e importador de carne e animais, além de manter-se livre da febre aftosa. Segundo a coordenadora do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção de Febre Aftosa, Franciane Abrantes Assis, existem atualmente algumas suspeitas identificadas e notificadas que estão sendo investigadas pelo serviço veterinário de cada estado, mas há três anos não há casos da doença no país. “Desde abril de 2006, que o Brasil não apresenta febre aftosa em seus rebanhos. Mas o trabalho de vigilância dos serviços veterinários estaduais estão analisando alguns casos suspeitos em várias regiões do país”, disse Franciane Assis. A meta para este ano é que a cobertura vacinal seja praticamente total em todo o território. “O Brasil tem atingido índices de cobertura vacinal igual a 90% nos últimos anos. Isso permite uma cobertura imunitária do rebanho atingindo a meta esperada pelo programa”, ressalta Franciane. De acordo com Franciane Assis, a vacina de febre aftosa é comprada e aplicada pelo próprio produtor. “Essa forma de participação do produtor funciona muito bem no Brasil, e nós temos produtores hoje muito atuantes. Pois, a vacinação se tornou uma rotina no país. Então os produtores compram e aplicam, depois vão até os escritórios de serviços veterinários do Estado e comunicam a vacinação.”, explica. A fiscalização é feita pelos serviços veterinários estaduais, que supervisionam rotineiramente cada etapa da vacinação. Os agentes responsáveis checam as declarações entregues pelos produtores, caso seja encontrada alguma irregularidade o produtor pode ser penalizado com multa e pode inclusive ter a ficha que permite a movimentação de animais bloqueada. Cada estado estipula o valor da muta que será cobrado. A primeira etapa de imunização ocorre no Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Tocantins, Distrito Federal, em Goiás, Minas Gerais, Rondônia, Sergipe e na Bahia. No Espírito Santo, Paraná , em São Paulo, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul serão imunizados apenas os bovinos e búfalos com até 24 meses de idade. Até o final do ano, a meta é aplicar cerca de 400 milhões de doses de vacinas nas duas etapas de vacinação.
Fonte: Agência Brasil
Agropecuária NUTRIVERDE® - Um novo conceito em Saúde Animal - Todos os Direitos Reservados
Rua Dom Bosco, 940 - Castelo - CEP 14.300-000 - Batatais-SP
CNPJ: 10.968.775/0001-09 - IE: 208.119.588.119 - 
SAC: agropecuaria.nutriverde@hotmail.com
FONE: Tim (16) 98135-2934 - Claro (16) 99300-0758 - WhatsApp (16) 99300-0748
Copyright © 2009-2017 - Blog designed by Sérgio Raymundo